Qual é o melhor escape para moto?

Tempo de leitura: 3 minutos

Original ou escape esportivo? Só ponteira ou completo Full? Curto ou longo? Altera o acerto de combustível ou é lenda?

  • Akrapovic
  • Yoshimura
  • Arrow
  • Termignoni
  • Two Brothers
  • Taylor Made
  • Austin Race
  • Jeskap
  • Power

Qual melhor escape para moto

 

Essas e muitas outras questões nos surgem a mente na hora da escolha de um acessório tão visado para nossas motocicletas. O grande “x” da questão, ou a primeira pergunta que deveríamos fazer, é qual o propósito. Nem sempre todas as nossas exigências frente a um produto, podem ser 100% supridas, mas como o foco da postagem é desempenho, iremos direcionar apenas nessa parte, sem levar o fator estética ou preço em conta.

Qual escape tem melhor rendimento

O motor que equipa nossas motos é de combustão interna, ou seja, explosões controladas o impulsionam a ter rotações, e a cada explosão, cada elevação de rotação, gera uma sinfonia. O responsável por transferir esse som para parte externa do motor, e alterar as condições dessa “música” é o escapamento. Sabendo disso, pensemos no motor como uma orquestra, regida por toda a extensão do escape, e qualquer alteração no mesmo, irá alterar a forma como esses sons saem na atmosfera. Essa alteração pode trazer ganhos ou perdas de torque, ou simplesmente transferi-los para rotações mais baixas ou mais altas.

Mas como isso é possível? Não é somente um tubo metálico para “jogar” o barulho e o calor para trás da moto?

Qual escape conta mais

O funcionamento se baseia em ondas sonoras de alta frequência, auxiliando até mesmo na admissão do motor, percorrendo todo tubo até sua saída, ou ponteira.

Em motocicletas de gerações mais novas, esses estudos em escapamentos evoluíram muito, e mesmo tendo limitações de poluição e ruídos por legislação, tem um desempenho excepcional se comparado a projetos originais de fábrica mais antigos.

No que diz respeito a desempenho, a resposta para as duas primeiras questões do tópico, já podem facilmente ser respondidas, a melhor escolha é sistema esportivo e full, ou seja, completo desde o coletor de escape até sua ponteira. O fato de ser curto ou longo, depende de muitos fatores e cálculos que engenheiros usam no projeto, principalmente na utilização que este equipamento terá, como faixa de rotação a ser mais frequentemente usada, mas como base de conhecimento, geralmente sistemas mais longos favorecem as gamas de RPM mais altas, e sistemas mais curtos, RPM mais baixos, ou seja, escape longo o aumento de potência é maior, todavia isso não é regra, já que o diâmetro dos tubos também tem muita importância, assim como a divisão dele até chegar na ponteira.

Bons escapamentos, direcionados a competições, e a ganhos de potência e torque de forma expressiva, requerem modificações no sistema de alimentação do motor, pois irão empobrecer de forma acentuada a mistura ar x combustível, causando grandes danos caso não haja intervenção e ajuste nos mapas de combustível. Quando usamos um bom escapamento e acertamos o mapa de combustível para equalizar a mistura temos a possibilidade de um ótimo ganho de potência, geralmente em média e alta rpm’s.

Para aumentar ainda mais os ganhos com escape esportivo e, não menos importante, preservar seu motor, garantindo o bom funcionamento e respostas sempre instantâneas ao menor toque no acelerador, é de suma importância o remapeamento de central, equalizando a mistura. Os resultados são surpreendentes.

Quer saber como é simples e barato remapear a sua moto e extrair o melhor que ela tem juntamente com o seu escape, clique no botão abaixo e encontre a sua moto.

[button_2 align=”center” href=”https://loja.ecux.com.br/” new_window=”Y”]Quero remapear minha moto[/button_2]