Dinamômetro, uma ferramenta essencial no acerto de motores

Tempo de leitura: 4 minutos

Já pensou em ver todo o comportamento e desempenho da sua moto na tela do computador na forma de gráficos?

E se eu disser que isso é possível através do uso de um equipamento chamado Dinamômetro.

Dados como potência, torque, rotações, faixa útil de uso, linha de estequiometria (proporção de mistura ar e combustível) são facilmente visualizados e interpretados. Hoje isso já é realidade para algumas oficinas de ponta, mas há cerca de 10 ou 15 anos atrás, era algo praticamente impossível de se fazer fora de montadoras.

Análise de Gráfico

Com a evolução das motos, adotando modernas soluções de gerenciamento eletrônico do motor, toda e qualquer alteração deve obrigatoriamente ser acompanhada de ajustes finos nos mapas de combustível e avanço de ignição. Por mais simples que algumas alterações possam parecer, como a substituição do escapamento, filtro de ar e velas, essas podem e vão fazer muita diferença no acerto original de fábrica, causando na grande maioria dos casos, empobrecimento da mistura (pouco combustível), estouros excessivos no escape, aquecimento demasiado no motor, aumento do consumo de combustível, e em casos mais severos, até destruição parcial ou total do motor.

Para ajustar e corrigir os valores em tabelas de combustível, precisamos de algumas informações sobre o que exatamente está ocorrendo no motor. A maneira mais eficaz é a utilização de um dispositivo conhecido como sensor de oxigênio ou sonda lambda. Esse sensor consegue informar em forma de tensão elétrica, a quantidade de ar presente na mistura, sendo de suma importância ser do tipo wideband -banda larga (este tipo de sonda é diferente do modelo que compõe o sistema de injeção original da moto que serve apenas como uma base para ECU), e oferece  um sinal mais amplo e detalhado em todas as rotações do motor para melhor leitura e precisão. A maioria dos dinamômetros modernos já dispõe de softwares com leitura de sonda deste modelo, mostrando em tempo real, a cada rotação ou movimento do acelerador a estequiometria gerando gráficos para analise de todo o mapa de combustível. É a partir destes resultados que se forma a base para alterações no sistema de injeção eletrônica.

A dificuldade em realizar testes de alta velocidade em vias públicas, tanto por legislação, quanto por questão de segurança, torna o uso do dinamômetro indispensável para oficinas e clientes, trazendo não só benefícios como máximo desempenho e suavidade de funcionamento, mas também agilidade na execução dos serviços com um motor 100% ajustado em todos os regimes de rotação, mais econômico e sem riscos de acidentes ou quebras.

 

Oficina moderna com dinamômetro

 

A conexão entre a roda traseira e o acelerador é algo que pode ser melhorado em toda e qualquer motocicleta dotada de injeção eletrônica, sem a necessidade de mudanças mecânicas significativas, apenas com um bom ajuste feito em dinamômetro por profissional capacitado, que saiba operar de forma correta a ferramenta de testes. Isto trará uma nova experiência na pilotagem da moto, proporcionando respostas imediatas, sem atrasos ou buracos, em toda faixa de uso. Além disso o ajuste fino proporciona um melhor aproveitamento da queima pelo motor deixando a moto mais econômica em condições normais de uso. Veja o exemplo:

Imagine uma moto original rodando à 100 km/h  com a posição do acelerador aberto em torno de 15%, mas que após a otimização da mistura e aumento de potência e torque precisaria de algo em torno de 12% de  acelerador para manter a mesma velocidade nas mesmas condições, ou seja para a mesma velocidade a moto remapeada precisa usar menos acelerador e é exatamente aí  que temos a economia de combustível. Em uso esportivo o consumo será proporcional ao ganho de desempenho.  A temperatura de trabalho do motor também é reduzida com a otimização do mapa de combustível e isso pode ser comprovado durante os testes.

Dentre tantas ferramentas de trabalho usadas em acertos nos motores de motocicletas, o dinamômetro é sem dúvida a mais completa, e a única capaz de ilustrar de maneira precisa os ganhos e perdas de diferentes ajustes, sendo possível chegar a um resultado mais próximo possível do limite do propulsor, com segurança e confiabilidade.

Deixei seu comentário ou dúvida abaixo!!!