Cabeçote CB300 e XRE 300 trincado, como evitar?

Tempo de leitura: 3 minutos

Cabeçote CB300 e XRE 300 trincado, como evitar?

Após pouco tempo do seu lançamento, as Honda CB 300 e XRE 300 ganharam fama por um crônico problema, que afeta todo seu funcionamento, causando enormes dores de cabeça aos proprietários. As famigeradas trincas no cabeçote, o enforcamento das válvulas e derretimento das mesmas.

Ao analisarmos isso de maneira leiga, seria muito simples presumir, que a raiz do problema se encontra no próprio cabeçote, uma possível falha na sua construção. Bom, talvez em parte sim, entretanto todos os problemas apresentados, são na verdade, consequências.

Todos os veículos produzidos para venda em série, tem inúmeras normas e regulamentações a seguir, no caso das motocicletas, não seria diferente. As fábricas têm de cumprir leis antipoluições severas, a fim de diminuir efeitos nocivos que a queima de combustíveis ocasiona na atmosfera, com isso, precisam funcionar de maneira que as agressões ao meio ambiente sejam minimizadas. Essa é apenas uma das muitas “regras” que fabricantes precisam seguir, economia de combustível, dirigibilidade e desempenho são outras dentre tantas.

Sabendo disso, após análises simples de estequiometria, em ensaios com sensores de oxigênio, encontrou-se um fator determinante para desencadear o maior problema da CB300 e XRE300, a mistura pobre, ou, mais conhecida como falta de combustível. Com isso, a temperatura na câmara de combustão, nas válvulas e suas sedes, é elevada a números muito maiores que qualquer motor possa suportar por longos períodos, causando as rachaduras em sua estrutura, entre a rosca da vela e suas sedes de válvula. Já é sabido que aumentando a distância da rosca da vela até as sedes, utilizando de velas de diâmetro de rosca reduzido, prolonga a vida útil do cabeçote e leva um pouco a mais de tempo para que as trincas apareçam, algo que a própria montadora fez, alterando essa parte do cabeçote.

Mas como mencionei, apenas leva mais tempo até ocorrerem os problemas, não os resolveram, evidenciando ainda mais que os olhos estão voltados para o sintoma, e não para a causa principal: A falta de combustível.

A única forma de evitar o problema de cabeçote trincado é fazendo alterações nos mapas de combustível, ajustando os tempos de injeção. Para fazer isso, é preciso um software, um dinamômetro equipado com sensor de oxigênio do tipo banda larga, e um profissional para fazer as alterações necessárias. Assim, corrigimos a falta de combustível, estendemos o limitador de giros para dar mais fôlego ao motor nas trocas de marchas e ainda de quebra, há um ganho de potência, pois a motocicleta passa a trabalhar com a quantidade certa de combustível em todas as rotações.

Através dessas alterações conseguimos melhorar o desempenho, prevenir as quebras de cabeçote e aumentar a velocidade final da moto. A ECU XTREME tem a tecnologia e o conhecimento para realizar esse procedimento com total conforto e tranquilidade sem você precisar sair de casa, saiba como clicando no link abaixo.

[button_1 text=”Remapeamento%20ECU%20Honda%20CB300″ text_size=”32″ text_color=”#000000″ text_bold=”Y” text_letter_spacing=”0″ subtext_panel=”N” text_shadow_panel=”Y” text_shadow_vertical=”1″ text_shadow_horizontal=”0″ text_shadow_color=”#ffff00″ text_shadow_blur=”0″ styling_width=”40″ styling_height=”30″ styling_border_color=”#000000″ styling_border_size=”1″ styling_border_radius=”6″ styling_border_opacity=”100″ styling_shine=”Y” styling_gradient_start_color=”#ffff00″ styling_gradient_end_color=”#ffa035″ drop_shadow_panel=”Y” drop_shadow_vertical=”1″ drop_shadow_horizontal=”0″ drop_shadow_blur=”1″ drop_shadow_spread=”0″ drop_shadow_color=”#000000″ drop_shadow_opacity=”50″ inset_shadow_panel=”Y” inset_shadow_vertical=”0″ inset_shadow_horizontal=”0″ inset_shadow_blur=”0″ inset_shadow_spread=”1″ inset_shadow_color=”#ffff00″ inset_shadow_opacity=”50″ align=”center” href=”https://loja.ecux.com.br/remapeamento-ecu-cb300-apenas-motos-a-gasolina”/]

 

CB300 Original X CB300 Remapeada