5 dicas que você precisa saber antes de remapear sua moto

Tempo de leitura: 4 minutos

5 dicas que você precisa saber antes de remapear sua moto

1. Remapeamento corrige erros na mistura ar/combustível ocasionados por alterações mecânicas

Substituição do escapamento original por um modelo esportivo, bem como filtros de ar, velas, preparação no cabeçote, comandos de válvulas, dentre outras modificações mecânicas possíveis, empobrecem a mistura, e, requerem ajustes no TI (tempo de injeção) da ECU, para evitar quebras e defeitos causados por mistura pobre, aumentando potência e torque nas rotações e posições do acelerador em que esses ajustes forem necessários.

2. Remapeamento não corrige defeitos crônicos ou intermitentes

Se sua moto apresenta qualquer tipo de problema, sendo de origem mecânica ou eletrônica, saiba que o remapeamento não irá corrigir isso, é de suma importância que a motocicleta esteja apresentando funcionamento 100% correto, livre de defeitos e avarias, tais como ausência de marcha lenta, desempenho muito abaixo do normal para o modelo, consumo muito elevado, ruídos no motor, consumo excessivo de óleo lubrificante etc. Isso deve ser verificado e corrigido na oficina de sua confiança, antes de qualquer alteração nos mapas da ECU, salvo casos que o problema tenha sido ocasionado por mistura pobre após troca de alguns componentes citados acima.

3. Mantenha o plano de revisões sempre em dia

Problemas podem ocorrer devido à falta de manutenção na motocicleta, como perda de rendimento, temperatura de trabalho muito alta, velocidade final muito abaixo do normal entre outros sintomas, que em sua maioria, seriam facilmente corrigidos com uma revisão. Obstrução em injetores, também conhecidos como bicos, são muito mais comuns do que se imagina, velas com desgaste acentuado, filtros de ar sujos, bomba de combustível com pressão baixa, e principalmente, e também geralmente desprezada, a vazão de combustível. Atentar também para limpeza dos aterramentos e conectores do chicote elétrico, condições de carga da bateria, limpeza e descarbonização do corpo de injeção. Isso é o básico para um bom funcionamento, imprescindível estar com todos esses itens conferidos e trocados se necessário antes de efetuar o remapeamento, afim de garantir o correto funcionamento da motocicleta.

4. Desempenho depende de vários fatores, um deles é o remapeamento

Na busca por desempenho, vários fatores interferem no resultado final, um bom escapamento completo, filtro de ar com menor restrição de fluxo de ar, velas especiais, e um bom remapeamento, é o melhor e mais simples meio para ter um desempenho com melhoras perceptíveis, na ordem de 5 a 15% em média em relação a pico máximo de potência, com melhoras ainda maiores nas rampas de aceleração, ou seja, nenhum remapeamento por si só irá lhe entregar 20 cavalos a mais em uma moto com 100 cavalos, seria ilusão e inocência pensar dessa forma, desempenho requer várias pequenas alterações, que somadas trazem maior prazer em pilotar, com performance e resistência do motor, um item somente, jamais fará milagres, as melhoras existem sim, porém serão pequenas se feitas em separado. Tenha em mente que toda e qualquer alteração que cause empobrecimento de mistura, requer obrigatoriamente um serviço de remapeamento, evitando quebras e equilibrando o desempenho da moto.

5. Remapeamento é a melhor opção para remover restrições originais de fábrica

Alguns modelos de motocicleta vêm de fábrica com restrições, sejam elas de abertura total de borboleta para restringir potência, atraso na abertura da borboleta secundária, limitador de velocidade etc. Nessas motos as vantagens do remapeamento se multiplicam, realmente transformando a motocicleta, pois geralmente é possível retirar tais restrições, tendo ganhos muito altos de velocidade. Isso ocorre quando por exemplo, a moto tem seu limitador em 13 mil rpm, porém em sexta marcha, acima dos 11 mil rpm, a ECU adota uma estratégia que “derruba” a potência em até mais de 30 cavalos acima dessa rotação, fazendo com que a rotação pare de subir, limitando a velocidade final. Outro caso seria aberturas menores que 100% da borboleta de aceleração acima de determinado rpm, que deixam a subida de giros mais lenta, perdendo potência.

 

Quer conferir se é possível remapear a sua moto, acesse nossa loja e confira os modelos disponíveis.

Tem outras dúvidas, deixei seu comentário abaixo ou entre em contato com nossa equipe para saber se sua moto possui tais restrições e a possibilidade de removê-las.